Pular para o conteúdo

Agricultores querem os bosques de volta em Astúrias, na Espanha

Fonte: TCA Internacional
Agricultores querem os bosques de volta em Astúrias, na Espanha
Margot Castañon Velasco, ao lado de uma castanheira de 300 anos em sua propriedade

No Pueblo de Cuerigo, nas Astúrias , existe um antigo caminho de Compostela e uma líder local, Margot Castañon Velasco, que cheia de criatividade está criando o “caminho da aprendizagem”. Ela com seus filhos mantém um hostel turístico encantador – Ca’l xabu, onde o agronegócio local pode ser admirado numa gastronomia única e espetacular. Mas esta líder tem ideias inovadoras. Ela me disse: “temos centenas de pueblos vazios aqui. As pessoas se foram. Há uma Espanha vazia. Precisamos trazer os jovens de volta. Existe uma riqueza aqui nestes campos asturianos”.

Margot ao lado de uma árvore de castanhas com 300 anos explica que os bosques que hoje são intocáveis, pertencem às comunidades, ao governo – que não permite fazer nada. Abandonados não produzem e, ao contrário, terminam com queimadas. “Há uma riqueza aqui”.

A produtora espanhola explica que uma renovação das castanheiras, por exemplo, com produção de outros vegetais nas entrelinhas, mais o manejo do gado, significariam a oportunidade para o empreendedorismo trazer de volta a juventude para o campo. Hoje falta matéria-prima de qualidade. Ela também produz maçãs com denominação de origem de Astúrias e as vende para as indústrias de sidra, uma bebida muito consumida na região. Por um preço muito melhor do que as maçãs comuns.

Enquanto dona Margot fala de um agronegócio local, de valor agregado e de uma integração castanhas, aroma, produtos medicinais e pecuária, em torno do seu “caminho do conhecimento” no roteiro de Compostela, produtores espanhóis protestam e param as estradas.

O que pedem? Preços justos e seguro rural. A coordenação das cadeias produtivas continua sendo o desafio dos desafios do agronegócio . Dona Margot quer criar uma cooperativa, mas para isso precisa entusiasmar as populações dos pueblos, cada vez menores. Provavelmente esse cenário irá mudar nos próximos 10 anos. Margot é uma líder visionária e mantém vivo um legado de seus ancestrais.

Na Espanha agricultores querem os bosques de volta e protestam por preços justos nas relações com suas cadeias produtivas.

José Luiz Tejon, direto da Espanha, de Astúrias, para Jovem Pan.

%d blogueiros gostam disto: