Pular para o conteúdo

AGRI-CULTURA, muito mais que agricultura é um movimento cultural

Fonte: TCAI Internacional
AGRI-CULTURA, muito mais que agricultura é um movimento cultural
Tejon no Salão da Agricultura, em Paris, com o amigo Francois Thierart, Co founder do myeasyfarm.

O Salão da Agricultura, aqui na França, recebe 700 mil pessoas. É um movimento cultural. Muito mais do que agricultura é um movimento cultural. O presidente Macron, que passou por aqui, não teve dúvida, teve que prometer muito mais apoio, muito mais subsídios aos agricultores franceses.

Aí líderes brasileiros reclamam. Meu Deus do céu, isso aqui é cultura! Uma região, na Europa, que passou por fome, passou por guerras, por um monte de problemas e sofrimentos, que fez, sim, dos agricultores verdadeiros heróis. Porque quando você não tem comida, você não tem a coisa mais importante do mundo e por isso o nosso querido amigo, Roberto Rodrigues, tem insistido que o Brasil tem de se posicionar no mundo como um país da paz, supridor de alimentos.

Agora nós temos que entender os aspectos culturais. Agri-cultura. Quando o agri é pequenininho, e a cultura é grande você tem, como a França, um amor impressionante da população francesa com seus agricultores e aí, aqui já se fala, a agricultura é um poder, sim, é um poder porque é culturalmente um poder. E você tem cultura pequenininha e agri grande, você tem commodities e não um poder inteligente como ocorre, sem dúvida alguma, aqui na Europa que comanda a opinião planetária a respeito dos alimentos.

Então isso aqui é um show cultural, e aí é muito importante que o brasileiro compreenda isso. Nós temos que ter as nossas regiões, microrregiões, realizando e executando também a culinária, a cultura, aquilo que é de cada lugar brasileiro porque agri-cultura, cultura maior porque agri empresta os valores, a razão e o espírito pelo qual vale a pena viver.

Portanto, Salão de Agricultura aqui na França, 700 mil pessoas, mais de 2 mil expositores e um sucesso mundial, um show de agricultura, sim, muito mais do que isso, um show de cultura para que nós, brasileiros, possamos prestar muito mais atenção nessa inteligência estratégica que tem a ver com a alma humana.

José Luiz Tejon para a nossa Jovem Pan, direto aqui de Paris, do Salão de Agricultura. Até a próxima.

 

%d blogueiros gostam disto: