Pular para o conteúdo

Parceria entre empresas e marcas

Parceria entre empresas e marcas

Messi bateu forte na diretoria do Barcelona pela saída de Suarez. A relação entre clube e jogador mudou. Um jogador deste nível é uma empresa, a relação é profissional e não de submissão do atleta ao clube e acho isso muito bom.

A relação hoje entre um grande jogador e um clube é profissional. Esses jogadores são ricos e isso gera independência, são empresas que prestam serviço pra outra empresa. O clube precisa dos grandes nomes e eles precisam dos grandes clubes.
Messi queria sair do Barcelona, não conseguiu, vai cumprir o contrato e jogar no período que lhe resta, é um profissional, mas não dependente do clube.
Neymar quis sair do Barcelona, tinha uma multa, o PSG pagou, ou seja, cumpriu o contrato. Quando quis sair do PSG, não conseguiu, o que ele fez? Ficou e jogou muita bola, mais uma vez foi profissional. Ele precisava jogar pela carreira dele, não pode ficar 1 ano sem jogar nada e o clube se beneficiou com isso também, vai acontecer o mesmo com Messi e Barcelona. O jogador precisa do clube e o clube dele quando andam juntos, mas o jogador hoje é independente e quando for bom pra ele pode fazer essa parceria com outra empresa. Uma empresa se alimenta da outra enquanto estão juntas.