Pular para o conteúdo

E não é que de uma hora para outra encontraram até a vacina para a Covid… O Canetaço!

E não é que de uma hora para outra encontraram até a vacina para a Covid… O Canetaço!

Os últimos dias para nós, jornalistas esportivos, foram agitados e diferentes. Nos preparamos para um evento que ocorreria, depois foi cancelado. Mas voltou a ocorrer.

Digamos que pra completar a esculhambação na pandemia faltava algo assim. Já ouvimos precocemente de dirigentes de clubes grandes que o futebol deveria voltar lá atrás em março. Outros defendiam a volta do público nos estádios no Rio de Janeiro no Estadual. Foi um festival de horrores.

Faltava apenas o circo que envolveu Palmeiras e Flamengo.

Liminar pra cá, liminar pra lá. O coronavírus foi a grande preocupação em determinado momento. Horas depois, a “justiça” encontrou a vacina liberando e autorizando o jogo. Vivemos num País onde a influência e canetada falam mais alto.

O risco de contaminação de jogadores, técnicos e outros profissionais, fato cuidado a dedo, deixou de existir minutos antes da bola rolar!

E ela rolou.

Mas o Palmeiras não jogou…

Com tantos afastados pela doença, vimos um Flamengo mais leve em campo por não ter a responsabilidade da vitória, jogadores desconhecidos. E que jogou bem. Teve chances até de vencer.

Mas, nessas condições, com tantos problemas, tem jogo, não tem jogo, faz teste e aumenta o número de infectados, liga pra molecada viajar, convenhamos, o empate em 1 a 1 foi como uma vitória para a equipe carioca.

O Flamengo tentou fugir do jogo? Sim! Tentou cancelar a partida. Isso vai contra o protocolo.

Cabe discussão? Sim! Também acho que em casos assim, o risco é muito grave. Mas os clubes aceitaram. E teve quem já jogou. E como fica? E nos casos futuros? Todo mundo vai querer tirar uma casquinha agora.

O “competente” Palmeiras conseguiu novamente perder pontos pra um adversário remendado. Pontos que farão falta.

Culpa só de Luxemburgo? Claro que não! Lucas Lima, Rafael Veiga, Luiz Adriano, Marcos Rocha, Rony e muitos outros, vão jogar quando com a camisa verde?

E voltando ao Flamengo, já vimos pela repercussão, Atletico MG, Corinthians, Goiás, Federação Paulista de Futebol… A relação ficou abalada.

Isso passa ou vem retaliação por aí? Como isso vai terminar teremos que esperar. As liminares cairam com a decisão do TST ou novos desdobramentos vão surgir?

Uma coisa tem que ficar clara. Nunca pensaram na saúde acima de tudo. Conversa fiada. É o próprio umbigo sempre. Cada um olha pra sí e nem se preocupa com o outro. Esse papo de pensar em contágio não cola. E a coisa pegou mesmo quando o Flamengo ficou impedido de treinar, viajar e jogar por 15 dias. Poderia cair na Libertadores e perder pontos nos jogos seguintes do Brasileiro. Aí foi a prova que Covid teve vacina, foi o Canetaço!