Pular para o conteúdo

Globo fará minissérie sobre príncipe homossexual – e virgem – do Brasil

Reprodução
Globo fará minissérie sobre príncipe homossexual – e virgem – do Brasil
de Saxe-Coburgo e Bragança quase virou imperador do Brasil

A Globo comprou os direitos de “O Príncipe Maldito”, livro de Mary Del Priore sobre Pedro Augusto de Saxe-Coburgo e Bragança, que quase virou imperador do Brasil pouco antes da proclamação da república, em 1889.

Se a monarquia tivesse perdurado, Dom Pedro III teria sido Pedro de Alcântara Augusto Luis Maria Miguel Rafael Gonzaga de Bragança Saxe e Coburgo, filho primogênito da princesa Leopoldina e de seu marido, Luis Augusto Maria Eudes de Saxe e Coburgo. Como a princesa Isabel, primogênita do imperador e primeira na linha de sucessão ao trono, até então não conseguira engravidar, Dom Pedro II mandou vir da Europa o neto mais velho, filho de sua caçula Leopoldina.

Alto, louro, de olhos azuis, Pedro Augusto parecia-se muito com o avô e teve um detalhe pouco explorado em sua biografia: era homossexual, mas não conseguia exercer o desejo. A informação desperta controvérsia até hoje.

O plano de se tornar rei, no entanto, acabou interrompido pelo fato de Isabel finalmente ter conseguido engravidar, em 1875. A partir daí, o personagem passa a viver uma tragédia pessoal, foi acusado de conspiração e acabou a vida em um manicômio.

Ainda não há previsão para “O Príncipe Maldito” ir ao ar na Globo, mas já se sabe que será rodado no formato de minissérie. O roteiro deve começar a ser desenvolvido no ano que vem.